9:00 - 18:00

Segunda à Sexta-feira

(41) 3524-9094

Agende seu horário

Facebook

Linkedin

Pesquisar
 
CR Advogados > Direito das Famílias  > QUERO O DIVÓRCIO, MAS MEU CÔNJUGE DISSE QUE NÃO VAI ASSINAR NADA. E AGORA?

QUERO O DIVÓRCIO, MAS MEU CÔNJUGE DISSE QUE NÃO VAI ASSINAR NADA. E AGORA?

A decisão pelo divórcio nem sempre é fácil, mas a situação é amenizada quando os cônjuges fazem essa escolha em conjunto. Nesse caso, o divórcio amigável pode ser feito em cartório se o casal não tiver filhos menores de idade.

O problema é quando uma das partes não concorda com o divórcio e se recusa a assinar qualquer documento para a formalização, ou, pior: diz que só vai se divorciar se ficar com todo o patrimônio.

Apesar desses entraves serem comuns, a partir do ano de 2010, quando houve uma alteração na constituição, o divórcio passou a ser concedido pelo juiz mesmo quando a outra parte não aceita. É o que no direito é chamado de “direito potestativo” ao divórcio.

Ou seja, ninguém precisa permanecer em um relacionamento se assim não mais desejar. Nos casos em que há recusa de um dos cônjuges, então, a solução é ingressar com uma ação judicial de divórcio litigioso, com o apoio de um advogado especializado em Direito de Família.

O divórcio litigioso deve passar por um processo pelo rito comum e pode ser ampliado para discutir também questões de partilha, de alimentos e de guarda dos filhos. Os cônjuges podem voltar a usar seus nomes de solteiros, caso tenham alterado com o matrimônio.

Tanto no divórcio consensual, quanto no litigioso, a presença do advogado é obrigatória, justamente porque o profissional tem condições de averiguar se os direitos de ambas as partes estão sendo respeitados.

Por isso, caso você esteja passando por uma situação como a descrita neste artigo, é importante procurar um especialista na área para que, juntos, encontrem a melhor solução.

Ficou com alguma dúvida ou se identificou com o conteúdo? Entre em contato com um de nossos advogados:

Tel: 41 3524-9094 / WhatsApp: 41 9 9571-7031.

Sobre a Autora

Franciane Picelli é advogada, devidamente inscrita na Ordem dos Advogados do Brasil, Seção do Paraná. Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Paraná. É associada do escritório de advocacia Camargo & Radziminski advogados associados.

Fale com a Advogada

Nosso e-mail: [email protected]

Aviso Legal

Este artigo não pretende servir de aconselhamento jurídico e não substitui a consulta a um advogado.

Imagem de rawpixel por Pixabay

Nenhum Comentário

Deixe um comentário